ARQUITETURA | MF 13 | Apartamento | São Paulo, 2011

Aquela velha dicotomia entre área e espaço, no tempo: um apartamento grande, antigo, excessivamente compartimentado para as necessidades de um casal com duas filhas, hoje. A ansiedade pela mudança, os condicionantes financeiros e os sonhos da família nossas balizas. Havendo qualidades na construção, algumas atitudes foram de restauro: recuperação do piso em tacos de madeira, recuperação do caixilho em ferro da área de serviço, cromagem de fechaduras e maçanetas das portas, reforma dos armários embutidos de quartos e sala. Outras de completa reformulação: a área do antigo banheiro de empregadas foi incorporada à dos demais banheiros, dando origem a suíte do casal, banheiro de uso comum e lavabo; na cozinha, uma bancada irregular organizando serviços e fluxos; o quarto de empregada originando um pequeno escritório/ biblioteca, que rearticula as circulações e ameniza a extensão do corredor de acesso aos quartos, posto como galeria, com calha de iluminação linear (os quadros todos ali reunidos). O quarto lindeiro à sala ocupado por piano, televisão e brinquedos. Na sala, coleções de discos e cds organizadas em mobiliários por nós desenhados. O piso epóxi vermelho, índice das intervenções estruturais.

FacebookTwitterEmail
MF13 | 2011 | ARQUITETURA